Cristina

Sou a irmã do meio. Gosto que me tratem por Tina, é a força do hábito. Desde sempre que me tratam assim. Posso dizer que sou, de certa forma, impulsiva e, ao mesmo tempo, entusiasta o que acabou por se refletir no meu percurso académico. Lembro de ser pequena e dizer “Um dia gostava de ser professora” mas não me lembro desse sonho me acompanhar ao longo dos anos. Já quis ser tanta coisa e, ainda agora, existem dias em que acordo sem ter 100% certeza do que gostava mesmo de fazer, daí já ter passado por cozinhas, hotéis e atualmente, pelo marketing. De certa forma, são áreas que se relacionam e gosto de todas elas de uma maneira diferente. No entanto, há uma delas que me dá mesmo muito prazer, a cozinha. Esta é, sem dúvida, uma das minhas maiores paixões.

Desde pequena que me lembro de passar tardes e tardes na cozinha com a minha mãe e avós a fazer bolos e bolachas e a pedir para deixarem um bocadinho de massa na taça para eu comer no final (a melhor parte!!). Sou, portanto, a menina dos doces. Adoro cozinhar no geral mas, o que gosto mesmo é fazer sobremesas e, principalmente, trabalhar a decoração. Gosto dessa parte criativa que a cozinha proporciona. Tenho que admitir que a cara de satisfação da minha família e amigos quando lhes dou a provar as sobremesas é, uma delícia. É das sensações que mais me deixa feliz e com vontade de continuar a experimentar e fazer coisas novas. A verdade é que os momentos das refeições cá em casa são muito especiais. Para além de todos apreciarmos muito comida e daí, só por si, já serem momentos bons, temos a oportunidade de nos focar na família. Somos capazes de ficar horas e horas sentados à mesa a falar, contar histórias, rir e, assim, dar valor a coisas que, por vezes, na correria do dia-a-dia acabam por nos escapar e que são tão importantes.

Dizem que tenho um feitio muito particular. Sou teimosa e gosto de ser “do contra”. O meu pai queixa-se muitas vezes disso, portanto esse feitio deve ter nascido mesmo comigo. Aliás, lembro-me tão bem que, quando era pequenina, toda a minha família torcia pelo mesmo clube de futebol e eu, só para não ser igual a eles, torcia por outro. Na verdade, tenho que admitir, era uma troca tintas. Torcia sempre pelo clube que ganhava.

As minhas irmãs dizem que sou chata. Eu sei o que é que aquilo significa. Sou muito perfecionista, organizada e gosto de fazer as coisas com tempo. Quando damos workshops eu assumo o papel de líder e organizo tudo, ou seja, faço as listas de compras, de material e testo 1000 vezes as receitas para que no dia esteja tudo lá e corra tudo como queríamos!

Por vezes sou fria, outras vezes sou sensível. Gosto de estar rodeada de pessoas felizes, positivas e com boa energia, pois acredito mesmo que isso se transmite!

Gosto muito de fotografia e de edição de imagem e sem dúvida que, nessa área, o blogue tem me feito aprender muito. Desde sempre que tive uma veia mais criativa e muito prática. Os números e as áreas muito teóricas nunca foram o meu forte.

Gosto de criar e dar asas à imaginação e nada melhor que um refúgio destes para por isso em prática. Este espaço permite-me inventar, experimentar e, sobretudo, ser um bocadinho mais feliz no meio das quatro paredes que melhor de acolhem em casa, a cozinha.

O melhor de tudo? É que tenho o prazer de o fazer com as minhas irmãs, que torna tudo mais divertido e animado!