5 dicas para reduzir o plástico na cozinha

Começar a reduzir o plástico no dia-a-dia já não é uma opção! Hoje deixamos aqui 5 dicas para reduzir o plástico na cozinha!

Reduzir o plástico tem sido o maior desafio da atualidade! Parece que já não conseguimos passar um dia sem encher o caixote da tampa amarela. Está por todo o lado. Em todas as embalagens, em todos os utensílios, em todos os brinquedos. É um material que passa todos os dias pelas nossas mãos.

Segundo um relatório lançado pela WWF este ano, o plástico representa cerca de 95% dos resíduos que flutuam no Mediterrâneo. Se olharmos para Portugal, “os microplásticos predominam nas areias das praias, representando 72% do lixo encontrado em zonas industriais e de estuários”. É um autêntico cancro do século XXI.

O problema do plástico começa logo na produção. É preciso criar mais produtos com materiais biodegradáveis, que se transformem em pó e não fiquem amontoados nos aterros e a poluir os oceanos. Já todos sabemos que este uso excessivo não tem futuro e que temos rapidamente de alterar os nossos hábitos!

Aqui em casa temos pensado cada vez mais em alternativas viáveis e igualmente práticas. Felizmente, já existem inúmeras formas de reduzir o uso do plástico e hoje vamos começar por explicar como é possível reduzi-lo na nossa divisão preferida da casa: a cozinha.

Começa por mudanças simples:

1. Colocar um saquinho na mala.

Basta dobrar um saquinho, colocá-lo na mala e estamos prontos para fazer compras. Mesmo que passes por uma mercearia, frutaria ou supermercado sem que esteja nos planos, não vais precisar de recorrer aos sacos plásticos, pois terás sempre um saco contigo. Nós preferimos os eco-sacos, de linho ou de qualquer outro pano mas, se não tiveres, podes optar por um saco de plástico normal. Não nos faltam sacos em casa e o mais importante é dar várias vidas ao mesmo saco e rejeitar os de uso “único”.

2. Rejeitar o descartável.

Queres fazer um jantar ou uma festa em casa e não tens pratos suficientes, ou não te apetece ficar horas a lavar a loiça, então decidiste comprar pratos, copos e talheres de plástico? Põe de lado essa ideia. De certeza que tens mais uns pratos escondidos na parte de trás de um armário lá de casa. Para arrumar e lavar, inclui os amigos ou familiares na ajuda da preparação e na arrumação após a festa, será muito mais divertido e rápido! Ao rejeitar a utilização de materiais descartáveis a mesa ficará muito mais bonita e estarás também a transmitir um melhor exemplo para as pessoas ao teu redor.

3. Comprar a granel.

Sempre que vais ao supermercado confrontas-te com invólucros em todos os produtos? O ideal será ires ao mercado local ou a uma mercearia a granel e comprar produtos a peso, onde possas colocar em frascos de vidro ou em saquinhos de pano.

4. Trocar os utensílios de cozinha por materiais ecológicos.

Não há necessidade nenhuma de comprar utensílios de plástico. Existem tantas outras opções no mercado muito mais sustentáveis! Opta por materiais como madeira, bambu, vidro, porcelana ou inox. Somos completamente fãs de tudo o que seja de bambu e madeira, pois para além de lindos, são uma opção muito mais ecológica.

5. Reduzir o número de garrafas e palhinhas de plástico.

O que mais se encontra nos oceanos são garrafas e palhinhas. É mesmo necessário o uso destes produtos? Já existem imensas alternativas para ambos. Bebe água filtrada da torneira e compra garrafas de inox ou vidro para transportar a água no teu dia-a-dia. Depois é só  lavar e voltar a encher. Simples, não é? Se compras sumos ou refrigerantes, começa a experimentar fazê-los em casa. Para além de ser uma opção muito mais saudável e económica, podes por numa garrafa de inox, vidro ou numa tisana e levar contigo para todo o lado.

Relativamente às palhinhas, a boa notícia é que já existem no mercado canudinhos feitos de inúmeros materiais reutilizáveis e em vários formatos, que trazem um escovilhão para manteres sempre a tua palhinha limpa.

 

Depois de ler este artigo, vamos por em prática estas alternativas simples e começar a dar o exemplo? É difícil viver sem plástico, sim, mas com alguma organização e consciência, podemos reduzir o seu consumo de forma significativa, que é o primeiro passo para a mudança!

E vocês, preocupam-se com este tema no vosso dia-a-dia? Partilhem connosco outras dicas para reduzir o plástico na cozinha.

Com amor,

/Xana.

 

 

 

Print Friendly, PDF & Email