Curcuma

A raiz de curcuma é esta coisinha maravilhosa que veem na foto abaixo. Tem uma casca aparentemente sinistra, mas é muito fininha e fácil de descascar. Por dentro é fibrosa e laranja vivo. Na Ásia é bastante usada para fazer caril e arroz aromatizado. Aqui, em Portugal, usamos mais a versão em pó e conhecemos esta especiaria também pelo nome de Açafrão ou Açafrão-das-Índias.
Atualmente já existe um acesso mais fácil à curcuma fresca, nomeadamente em mercados biológicos e em supermercados de alimentação natural e saudável. A sua forma de utilização é semelhante à da curcuma em pó, no entanto, deve ser ralada ou picada (semelhante à raíz de gengibre).
O seu uso na culinária vai para além do sabor que dá à comida, que é um sabor bastante caraterístico, muito aromático e delicioso, mas também por ser um verdadeiro super-alimento.
Poder da Curcuma: Cheia de nutrientes e anti-oxidantes, é um poderoso anti-inflamatório. Principalmente no Outono/Inverno, altura de constipações e gripes, é  ótima para acelerar o processo de cura. Para além disto, é um alimento interessante na recuperação desportiva, dado ajudar a diminuir dores musculares.
Truque: Juntar pimenta preta quando se usa curcuma. Isto potencia os seus efeitos e beneficia ao máximo todas as suas propriedades.

Os seus principais usos são:
– no tradicional caril – talvez é o seu uso mais conhecido. Basta adicionar uma ou duas colheres de sopa à panela;
– em estufados;
– nas sopas – na de abóbora fica particularmente delicioso!
– nos batidos – basta uma colher de chá;
– no leite – para fazer leite dourado, juntamente com outras especiarias;
– em bolos – não usamos tanto, mas quem gosta, pode usar.

Print Friendly